Informações ao paciente

logo2

Prótese de quadril ou Artroplastia de quadril é uma cirurgia que substitui a cartilagem e os ossos afetados, por uma articulação artificial (prótese), composta por uma superfície acoplada ao osso do quadril (Acetábulo) e por uma estrutura de metal inserida na parte superior do osso da coxa (Fêmur). A indicação mais com um para este procedimento é a coxartrose (artrose, ou "desgaste" da cartilagem do quadril).  

Quando o quadril sofre um processo degenerativo, que pode ser primário (devido à idade, por exemplo) ou secundário (devido a doenças ou sequela de fraturas) e torna-se doloroso e limitado, esta cirurgia pode ser indicada para restaurar o movimento e aliviar a dor, melhorando a qualidade de vida. Também podemos usar as próteses de quadril no tratamento de algumas fraturas  do colo femoral e do acetábulo (osso da bacia).

A cirurgia de Prótese de quadril ou Artroplastia de quadril, hoje em dia, evoluiu muito, em termos de implantes e técnica cirúrgica, tendo conseguido altos índices de satisfação e com baixa porcentagem de complicações.

A melhor época para realização da cirurgia deve ser discutida com seu médico, a fim de que todas as dúvidas que possam existir sejam respondidas, todo o procedimento seja explicado e esclarecimentos possam ser obtidos de como será a recuperação pós-operatória.

Como toda cirurgia, a Prótese de quadril não está isenta de riscos. Infecção, soltura dos componentes, desgaste dos componentes, risco de trombose dos membros inferiores, dentre outros, podem acontecer. Todos os cuidados são tomados para evitar ao máximo todas as complicações, algumas delas muito graves podendo até ser fatais. Avaliação pré-operatória completa, cuidados com a prótese, medicações, fisioterapia, contribuem para o melhor resultado e plena satisfação do paciente.

Basicamente a Artroplastia do quadril, é composta de 3 peças:

protese

Existem um grande número de próteses, cada qual com seu desenho característico, tipo de fixação no osso, tamanho, tipo de metal, tipo de superfícies, vantagens e desvantagens. O seu médico pode ajudar na escolha do melhor implante para o seu caso.

As prótese totais podem ser basicamente de 3 tipos:

  • Cimentada = os componentes são fixados ao osso por um cimento especial utilizado em cirurgia. Este cimento é chamado de Polimetilmetacrilato. Ele serve para preenchimento dos espaços entre a prótese e o osso e não colando a prótese no osso.  
  • Não-cimentada = os componente são inseridos firmemente no osso (press fit) durante a cirurgia. Após algum tempo o osso cresce ao redor da prótese havendo a integração (ligação do osso na prótese).
  • Híbrida = um dos componentes é cimentado e outro é inserido (press fit)

Cada tipo deste apresentam vantagens e desvantagens e indicações, cuidados específicos. Seu médico pode explicar melhor cada uma delas.

Como superfície de contato onde ocorre o movimento das partes da prótese, temos alguns tipos (mais comuns e importantes):

  • Metal-Polietileno = cabeça de metal, articulando com uma parte de um tipo especial de plástico no acetábulo. Este é o modelo que popularizou a artroplastia de quadril (Dé cada 60 –Dr Charnley) por apresentar os melhores reultados. Com a melhora da técnologia utilizando-se plásticos com maior resistência ao desgaste os resultados melhoraram. Este continua a ser o tipo mais comum de articulação utilizado em cirurgia de artroplastia do quadril.
  • Cerâmica-Polietileno = A cerâmica possue algumas vantagens com relação ao metal, por ter menor rugosidade (é mais lisa que o metal), melhor lubrificação entre o plástico e a cabeça, sendo que estes fatores diminuem o desgaste do polietileno. Porém um risco que embora muito pequeno ainda existe é o risco de quebra da cerâmica. 
  • Cerâmica-Cerâmica = é a combinação que produz menor desgaste com o passar do tempo. Existe um risco de quebra dos componentes maior em cas
    o de impacto (queda do paciente), pequenas alterações no posicionamento dos componentes que faça com que as partes se choquem uma na outra em determinados moviemntos e produza a quebra da cerâmica e um risco que produza um ruído às vezes audível (squeaking).
  • Metal-Metal = as vantagens teóricas deste par foram descartadas pela ocorrência muito frequentes de complicações importantes e devastadoras. Indicação de uso muito restrita apenas em próteses do tipo "Ressurfacing" que alguns cirurgiões indicam, ela casos selecionados.

Com relação ao design da prótese, existe uma infinadade de tipos, algumas que ficaram no mercado alguns meses e outras que estãos sendo comercializados à vários anos, apenas com pequenas modificações. Isto é um fator importante, pois desta forma conseguimos avaliar como esta prótese se comporta ao passar dos anos. Sempre buscamos, para tratar nosso paciente o melhor implante de acordo com o conceito, durabilidade, princípios em que se baseia, reprodutibilidade (ou seja, que todos os médicos que usem esta prótese consigam resultados semelhantes) e que tenha boa durabilidade.

Consulte seu médico para maiores esclarecimentos.